Último dos três cães comunitários que seguia desaparecido em Capela de Santana é encontrado - Notícias

Versão mobile

 
 

Todos resgatados12/10/2021 | 22h00

Último dos três cães comunitários que seguia desaparecido em Capela de Santana é encontrado

Bernardão foi localizado em Ivoti no fim da manhã desta terça-feira

Último dos três cães comunitários que seguia desaparecido em Capela de Santana é encontrado Marciano Persson / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Bernardão, após ser resgatado e passar por tosa Foto: Marciano Persson / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
Leticia Mendes

A busca pelos cães comunitários desaparecidos de Capela de Santana, no Vale do Caí, foi encerrada nesta terça-feira (12). Bernardão, o último dos cachorros que ainda era procurado, foi localizado no fim da manhã. O cão foi encontrado no município de Ivoti, a cerca de 20 quilômetros de onde havia sumido, em dia 21 de setembro. 

LEIA MAIS
Cão comunitário de Capela de Santana é encontrado em cidade vizinha, após 20 dias de abandono
FOTOS: um dos cães abandonados em Capela de Santana, Chocolate já tem novo lar
Após publicação no DG, cães desaparecidos são reencontrados  

Foi Marciano Rodrigo Fraga Persson, 37 anos, o responsável por registrar o desaparecimento dos cães na Polícia Civil, quem viu a publicação no Facebook que resultou na localização de Bernardão. O ex-assessor da prefeitura de Capela de Santana – exonerado dias após comunicar o caso à polícia – deparou com a postagem, onde uma moradora de Ivoti pedia ajuda para abrigar um cachorro que estava nas ruas, próximo de um mercado.  Quando viu as fotos, reconheceu Bernardão. 

Persson rumou até Ivoti, onde contou com a ajuda de moradores para conter o cão até sua chegada. No local, encontrou Bernardão, procurado há mais de três semanas. O cão comunitário retornou para Capela de Santana, onde agora se recupera. O animal passou por tosa e recebeu alimentação.   

– Está na minha casa. Comeu bastante. Amanhã vou na delegacia – contou Persson.  

O sumiço de Bernardão, assim como de seus companheiros Quinha e Chocolate, mobilizava a comunidade de Capela de Santana desde o fim de setembro. Dois servidores da prefeitura do município são investigados pelo suposto crime de maus-tratos, por suspeita de terem abandonado os animais. A apuração da polícia ainda está em andamento.  

28/09/2021- Polícia investiga sumiço de cães comunitários em Capela de Santana . Na foto(cima/baixo),cães Quinha e Bernardão.  Foto: Marciano Rodrigo Fraga Persson / Arquivo Pessoal<!-- NICAID(14901074) -->
Bernardão e Quinha, antes de serem abandonadosFoto: Marciano Rodrigo Fraga Persson / Arquivo Pessoal

No último domingo (10), Quinha foi localizada no município de São Sebastião do Caí. Ao longo dessas últimas semanas, cartazes com as fotos do trio foram espalhados, o que já havia ajudado a encontrar também o cão Chocolate, resgatado na primeira semana de outubro.   

Presidente da ONG Anjos de Quatro Patas, Helena Terezinha Colling, 66 anos, é uma das moradoras mobilizadas na busca pelos animais. A cuidadora está responsável por abrigar Chocolate e Quinha. Nesta quarta-feira (13), Bernardão deverá se juntar aos dois.  

– A Quinha e o Chocolate estão bem. Rezamos tanto para São Francisco de Assis para encontrá-los. Graças a Deus foram encontrados – disse a cuidadora.  

Imagens  

No último dia 30, imagens de câmeras de segurança foram entregues pela Brigada Militar à Polícia Civil. Um micro-ônibus da Secretaria da Saúde de Capela de Santana pode ser visto, com a silhueta de um cachorro, no mesmo dia em que os animais deixaram de ser notados pelos moradores que se revezavam nos cuidados. 

À polícia, a Secretaria de Saúde informou que o ônibus levou pacientes até Porto Alegre pela manhã, retornando ao Vale do Caí no início da tarde. Depois disso, não teve autorização para nova viagem. Segundo a Polícia Civil, há "discrepância" entre a quilometragem anotada e a registrada no veículo.  

Comerciantes ouvidos pela polícia contaram ter visto os três cães às margens da RS-122, o que reforça a suspeita de que eles foram transportados juntos. Dois servidores são investigados pelo crime de maus-tratos contra os animais. Uma terceira pessoa, ainda não identificada, também teria ajudado a transportar os animais para serem abandonados. A pena prevista para esse tipo de delito é de dois a cinco anos de prisão. 

Nota da prefeitura  

Sobre o caso, a prefeitura de Capela de Santana se manifestou por meio de nota no Facebook, na qual informa que sindicância foi aberta para apurar os fatos, e que espera a conclusão desse processo para “a tomada de eventuais decisões administrativas”. Na manifestação, o Executivo afirma que “se solidariza com protestos”. No mesmo texto, a prefeitura garante ser contra maus-tratos e defende “a adequada apuração dos fatos, observando a legislação e princípios constitucionais, para que seja possível executar as ações necessárias, observando sempre os direitos e deveres da administração e dos administrados”.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros