Após quase dois anos, piscinas públicas de Porto Alegre serão reabertas no dia 4 de janeiro - Notícias

Versão mobile

 
 

Verão15/12/2021 | 05h00Atualizada em 15/12/2021 | 05h00

Após quase dois anos, piscinas públicas de Porto Alegre serão reabertas no dia 4 de janeiro

Prefeitura vai acompanhar os efeitos da variante Ômicron. Se o cenário permanecer como agora, espaços devem voltar a receber o público

Após quase dois anos, piscinas públicas de Porto Alegre serão reabertas no dia 4 de janeiro Ronaldo Bernardi / Agencia RBS/Agencia RBS
Área do Ceprima está entre os locais previstos para reabertura Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS / Agencia RBS

Só um avanço vertiginoso das contaminações por coronavírus, principalmente, por casos da variante Ômicron, deve impedir a abertura das piscinas públicas de Porto Alegre. Depois de permanecerem fechadas no verão mais recente, os cinco espaços espalhados pela Capital devem voltar a receber banhistas a partir do dia 4 de janeiro de 2022, primeira terça-feira do próximo ano. 

LEIA MAIS
Conheça as piscinas públicas de Porto Alegre
Prefeitura decide não abrir piscinas públicas neste verão, em Porto Alegre
Verão: aprenda a fazer três opções refrescantes de drinks 

A abertura não ocorrerá na primeira segunda-feira do ano, e aliás, em nenhuma segunda-feira. Esse dia da semana será reservado para possíveis manutenções e reparos necessários. As informações foram adiantadas ao Diário Gaúcho pelo secretário Antônio Carlos de Oliveira Pereira, o Kiko, titular da pasta de Esportes, Lazer e Juventude (SMELJ). 

Mesmo com uma possibilidade baixa de não serem abertas as piscinas, o secretário afirma que a pasta já está finalizando os editais necessários para colocar os equipamentos em operação. Isso inclui compra de insumos e materiais para manutenção, contratação de piscineiros responsáveis pelo espaço e também de seguranças. 

Editais

Assim como tem sido nos últimos anos em que as piscinas abriram, cinco dos sete espaços disponíveis na cidade vão funcionar. Os pontos no bairro Medianeira, na Zona Sul, e Sarandi, na Zona Norte, enfrentam problemas estruturais que a cada ano ficam mais distantes de um possível conserto. 

Abrem, então, as piscinas dos bairros Restinga e Cavalhada, em dois pontos da Zona Sul, e dos bairros Cristo Redentor, Santa Maria Goretti e Vila Ingá, espalhadas pela Zona Norte. 

As piscinas públicas da Capital ficam nos pontos conhecidos como centros de comunidade, espaços criados a partir da década de 1970 dentro de um programa municipal que depois serviu de base para a criação do Programa Nacional de Centros Sociais Urbanos.

Funcionamento semelhante aos anos anteriores

Horários para banho livre, aulas direcionadas para públicos limitados de natação e hidroginástica, além da abertura para excursões de entidades da Capital, como escolas, por exemplo. Esse deve ser o padrão de funcionamento das piscinas públicas de Porto Alegre, semelhante ao que já ocorria nos outros anos em que os espaços estiveram atendendo ao público.

A expectativa, como sempre, é de que os espaços abram sem atrasos. Como o Diário Gaúcho mostrou ao longo dos últimos anos, uma ou outra estrutura sempre costuma apresentar problemas no dia da abertura, atrasando o funcionamento conjunto de todos os espaços. Desde o início do ano, a prefeitura garantiu que as manutenções preventivas seriam feitas nas piscinas, evitando que os dois anos vazias não afetassem os trabalhos. Agora, é esperar para ver se a máscara, o protetor solar e as toalhas vão sair do armário ou ficarão mais uma temporada de sobreaviso.

PORTO ALEGRE,RS,BRASIL.2021,12,08.CEPRIMA, piscinas publicas que reabriram em Janeiro.(RONALDO BERNARDI/AGENCIA RBS).<!-- NICAID(14962428) -->
Centros existem desde a década de 1970Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Onde ficam as piscinas:

As que abrem anualmente
/// Cecores: Avenida Nilo Wulff, s/n°, bairro Restinga
/// Cecoflor: Rua Irene Capponi Santiago, 290, bairro Cristo Redentor
/// Cecopam: Rua Arroio Grande, 50, bairro Cavalhada
/// Ceprima: Rua Camoati, 64, bairro Santa Maria Goretti
/// Cevi: Rua Papa Pio XII, 129-335, Vila Ingá/Passo das Pedras

As que vão seguir sem abrir em 2022
/// Cegeb: Rua Coronel Neves, 555, bairro Medianeira
/// Cecove: Rua Paulo Gomes de Oliveira, 200, bairro Sarandi

Leia mais notícias do Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir