O DG te ajuda a entender de onde vem e para onde vai a guerra entre Rússia e Ucrânia - Notícias

Versão mobile

 
 

Explica Aí12/03/2022 | 05h00Atualizada em 12/03/2022 | 05h00

O DG te ajuda a entender de onde vem e para onde vai a guerra entre Rússia e Ucrânia

Conflito no Leste Europeu tem origens antigas e um término difícil de ser previsto

O DG te ajuda a entender de onde vem e para onde vai a guerra entre Rússia e Ucrânia ARIS MESSINIS / AFP/AFP
Milhares de ucranianos tentam fugir do país Foto: ARIS MESSINIS / AFP / AFP

O repórter especial de ZH e colunista na área de assuntos militares  Humberto Trezzi explica as origens e as possibilidades para um fim da guerra da Ucrânia. Confira: 

Quais as origens da guerra na Ucrânia?

Ucranianos e russo são povos eslavos, têm a mesma origem linguística e são como primos, que brigam desde a Idade Média. Os idiomas são parecidos, mas parte dos ucranianos é católica, enquanto a igreja dominante na Rússia é a Cristã Ortodoxa.

A religião é a causa da guerra?

No passado, foi importante. Mas nos últimos séculos a principal questão é territorial. A Ucrânia é uma das principais produtoras de cereais e de minérios na Europa. Até por isso, foi invadida por vários povos, incluindo poloneses, alemães e russos. Os russos foram os que mais tempo tiveram controle sobre a Ucrânia, que declarou sua independência em relação aos russos em dezembro de 1991.

Leia mais
Turismo espacial: o Diário Gaúcho te ajuda a entender que viagem é essa
O DG te ajuda a entender os riscos de entrar no rotativo do cartão de crédito
O Diário Gaúcho te ajuda a entender a alta no preço do gás de cozinha

O que os russos querem?

Os russos alegam ter ocupado militarmente a Ucrânia por dois motivos. Um deles é apoiar ucranianos que têm origem russa e falam russo, na região leste daquele país. Eles não querem pertencer à Ucrânia e declararam independência, não reconhecida pelo governo ucraniano. A outra razão invocada pela Rússia é que o território russo está cercado por bases militares de países ocidentais aliados dos Estados Unidos. E a Ucrânia teria intenção de também aderir a um pacto militar com os norte-americanos, algo que os russos asseguram que não vão permitir.

Quem está ganhando a guerra?

Apesar de as Forças Armadas da Rússia serem oito vezes maiores que as da Ucrânia, elas avançam lentamente e enfrentam forte oposição dos ucranianos. Até porque esses lutam por seu país, com mais motivação e conhecendo o terreno, enquanto os russos usam muitos recrutas (soldados forçados a se alistar), sem a mesma motivação para o combate. Além disso, o fato de ser inverno dificulta o avanço da ocupação russa. Mas os bombardeios feitos pela Rússia têm inutilizado a maior parte das bases militares ucranianas.

Quais as possibilidades de o conflito terminar?

Três são as maiores possibilidades de término para o conflito. Uma delas é vitória militar arrasadora da Rússia, com tomada de cidades. Isso resultará em milhares de mortos, muito mais do que já aconteceu. A segunda é que o governo ucraniano seja derrubado ou o presidente seja assassinado, o que talvez provoque rendição ucraniana. A terceira é que as negociações de paz avancem, talvez com ucranianos renunciando a ter bases militares de apoio aos EUA e reconhecendo a independência dos territórios com cidadãos de fala russa. Isso ocasionaria a retirada de tropas russas. Mas não há como prever.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros