Afinal, o que é o South Summit? O DG te ajuda a entender - Notícias

Versão mobile

 
 

Explica Aí 04/05/2022 | 05h00Atualizada em 04/05/2022 | 05h00

Afinal, o que é o South Summit? O DG te ajuda a entender

A jornalista e colunista de Economia de GZH, Marta Sfredo, foi convidada pelo DG para explicar o que é o evento que começa nesta quarta-feira (4), na Capital 

Afinal, o que é o South Summit? O DG te ajuda a entender Jefferson Botega / Agencia RBS/Agencia RBS
South Summit receberá participantes de mais de 70 países Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS / Agencia RBS

Nos últimos dias, não há quem não tenha ouvido falar, em Porto Alegre, do South Summit. Mas o que é isso? “Summit” é uma palavra em inglês que significa “cume” ou “cúpula”, ou seja, o ponto mais alto de uma montanha. Começou a ser usada para se referir a reuniões entre presidentes ou primeiros-ministros, as “mais altas autoridades”. Com o tempo, foi absorvida por eventos que queriam passar a mensagem de importância, especialmente na área de tecnologia. Afinal, costumam ter participação de dirigentes, pessoas que tomam decisões. “South” é sul em inglês. Embora o evento tenha nascido em Madri, na Espanha, em 2012, que para os brasileiros fica ao norte, para a Europa dominada por Alemanha e França, a capital espanhola representa não só um sul geográfico, mas também cultural. Na época, a Europa vivia uma grande crise financeira, em que países como Portugal, Espanha, Itália e Grécia, eram considerados mais frágeis.

O que acontece no South Summit?
Serão três dias de evento: de quarta (4) a sexta-feira (6), nos armazéns 4 a 6 do Cais do Porto. Haverá centenas de palestras rápidas e um grande concurso para negócios que estão começando a se formar, com base em ideias novas para resolver velhos problemas e muita tecnologia. São as chamadas startups – outra expressão em inglês, que significa “começar”, ou com mais exatidão, “pôr em ação”.

Leia mais
O Diário Gaúcho te ajuda a entender o que a guerra entre Rússia e Ucrânia tem a ver com o nosso bolso
O DG te ajuda a entender de onde vem e para onde vai a guerra entre Rússia e Ucrânia
Turismo espacial: o DG te ajuda a entender que viagem é essa

É a primeira vez que ocorre?
É a primeira vez que se realiza um evento completo fora da Espanha desde 2012. Já houve montagens mais enxutas em outros países. E é, certamente, o realizado mais ao sul. Em boa parte, é resultado da mobilização da capital gaúcha em torno do Pacto Alegre, que reúne universidades, poder público e empresas para acelerar o desenvolvimento de negócios de tecnologia e tornar a cidade mais conectada às tendências internacionais.

Quem vai participar?
Estão previstos cerca de 300 palestrantes e, até a segunda-feira (2), 10 mil pessoas de 76 países – como Estados Unidos, Peru, México, Espanha, Irlanda, Israel, Argentina e Alemanha – já estavam inscritas. Claro, por se realizar em Porto Alegre, terá mais participantes do sul do Brasil e dos países mais próximos.

Qual é a importância?
Conforme os organizadores, a realização da South Summit por vários anos em Madri ajudou a colocar a capital espanhola no mapa internacional da inovação. O fato de existir o concurso de startups com muita visibilidade também ajuda esses pequenos negócios a obterem recursos para crescer. Com mais empresas fortes atuando no segmento, cria-se uma rede de suporte que reforça toda a economia local.


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros