Projeto promove práticas esportivas e de integração social para crianças e adolescentes  - Notícias

Versão mobile

 
 

Primeiro Saque12/05/2022 | 05h00Atualizada em 12/05/2022 | 05h00

Projeto promove práticas esportivas e de integração social para crianças e adolescentes 

Entidade atua na Comunidade Karuna de Aprendizagem, em Canoas

Autoconhecimento, sustentabilidade e integração: esses são alguns dos pilares do projeto Primeiro Saque, de Canoas, na Região Metropolitana. Realizado na Comunidade Karuna de Aprendizagem, no centro da cidade, o programa atende cerca de 80 crianças e adolescentes entre cinco e 16 anos. Por lá, são oferecidas as práticas esportivas, como tênis, futebol, capoeira, natação, judô e vôlei. Além disso, ocorrem atividades escolares, de teatro e de desenho.  

De acordo com Matheus Triska, idealizador do projeto, as ações permitem a integração de diversas habilidades, visando complementar a formação educacional e estimular o desenvolvimento da autonomia das crianças na comunidade: 

- Temos como missão gerar a onda do bem. Visamos, também, fazer uma educação que estimule a cidadania e a solidariedade, para que as crianças desenvolvam suas inteligências múltiplas e possam fazer sempre as melhores escolhas possíveis em suas vidas. 

LEIA MAIS:
Pague quanto puder, e se não puder, leve de graça: a banca solidária de frutas e legumes na Zona Sul
Rio Grande do Sul tem 21 concursos com inscrições abertas; remunerações chegam a R$ 18,9 mil 

Sonho

A ideia da iniciativa surgiu justamente com Triska, que sempre sonhou com isso. Ele foi voluntário em outros projetos sociais e tem sua trajetória ligada ao tênis. Em 2014, teve a oportunidade de participar de um treinamento nos Estados Unidos - Sport for Community -, onde conheceu diversos projetos sociais relacionados ao esporte, o que, segundo ele, contribuiu muito para o início do Primeiro Saque. 

Iniciado em 2015, o programa já atendeu a mais de 400 crianças, ofereceu cerca de 600 horas de tênis e 5,2 mil horas de atividades realizadas. Além disso, em torno de 400 cestas básicas foram doadas desde então. 

- É a concretização de um propósito de vida. No final, quem é mais beneficiado com isso tudo somos nós, voluntários. É gratificante, ver a alegria no rostinho das crianças, com o desejo de querer ficar mais tempo aqui - comenta Matheus. 

Michele Moreira, mãe de dois alunos do projeto - Dafne, nove anos, e Artur, 11 anos -considera que as atividades são de grande importância para as crianças: 

- Com o projeto, eles têm um lugar de acolhimento, onde podem ficar no contraturno escolar e praticarem atividades, que são muito importantes para o desenvolvimento intelectual e motor deles. Eles adoram, esperam ansiosos pela chegada das aulas.   

LEIA MAIS:
Mauricio de Sousa comenta a criação de Sueli, primeira personagem surda da Turma da Mônica
A história das cartas de uma mãe alemã que passou a vida desejando reencontrar o filho em Nova Petrópolis
Grupo de dança pede apoio para competir no Exterior 

Maneiras de ajudar o Primeiro Saque  

  •  Voluntariado: auxílio nas atividades do projeto. Basta escolher um dia para participar; 
  • Padrinhos: doações mensais. Você escolhe um valor e doa mensalmente; 
  • Doações espontâneas: dinheiro, alimentos, roupas, materiais; 
  • Lei de Incentivo ao esporte: você destina parte do seu Imposto de Renda. Pessoa Física: pode destinar até 6%; Pessoa Jurídica: pode destinar até 1% do lucro real; 
  • Campanhas Solidárias: você ou sua empresa podem fazer ações em conjunto com o projeto para arrecadar doações. 
  • Para mais informações, entre em contato com o projeto pelo e-mail projetoprimeirosaque@hotmail.com, ou pelos telefones: (51) 99993-8347 e (51) 98110-1188. 
  •  Caso queira, é possível acompanhar o grupo pelo site www.projetoprimeirosaque.com.br/ ou pelas redes sociais: @projetoprimeirosaque, tanto no Facebook quanto no Instagram. 

Produção: Leonardo Bender


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros