Lelê Bortholacci: "Erramos contra o Santos e perdemos dois pontos" - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada23/10/2018 | 10h32

Lelê Bortholacci: "Erramos contra o Santos e perdemos dois pontos"

Foram inúmeras vezes nesse mesmo campeonato que o Inter conquistou a vantagem no placar e a partir daí se preocupou em apenas administrar. Esse tipo de postura não permite erros

Lelê Bortholacci: "Erramos contra o Santos e perdemos dois pontos" Divulgação / Santos Futebol Clube/Santos Futebol Clube
Gabigol marcou um dos gols do Santos na partida Foto: Divulgação / Santos Futebol Clube / Santos Futebol Clube
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Foram mais de 43 mil colorados numa noite de segunda-feira que viram um grande jogo. Ao contrário do que eu imaginava, o Inter começou num ritmo médio, especulando, sem agredir o Santos que, por sua vez, foi pra cima com o que tem de melhor: o ataque. 

Leia mais
Lelê Bortholacci: "A noite da torcida"
Lelê Bortholacci: "É hora do Inter virar a página e seguir na briga"
Lelê Bortholacci: "A importância da gestão profissional para o Inter"

O time de Odair Hellmann foi se achar depois dos 30 minutos e saiu vencendo com (mais um) gol de Damião em jogada muito bem trabalhada. No segundo tempo, o Inter voltou a 110 volts. O Santos a 220 volts. O lado esquerdo da zaga falhou e Gabigol não perdoou. 

O time não se abalou, foi pra cima e marcou de novo com Damião, mas o árbitro Ricardo Marques Ribeiro anulou e depois deu seu show costumeiro, desta vez demorando incríveis sete minutos para consultar todos os seus auxiliares para decidir um lance que ele estava mais próximo do que todos.

Logo depois, num contra-ataque Nico deu (mais) uma assistência pra Patrick marcar e recolocar o Inter na frente do placar. 

O Santos voltou a ir pra cima e num lance bisonho, Lomba defendeu parcialmente, Fabiano não afastou, os dois ficaram indecisos e erros como esse na frente de um ataque como o do Santos não costumam ser desperdiçados: 2 a 2. 

Tipo de postura 

Não vou culpar individualmente Fabiano e Lomba, até porque os dois foram peças bem importantes na campanha realizada até agora. Mas foram inúmeras vezes nesse mesmo campeonato que o Inter conquistou a vantagem no placar e a partir daí se preocupou em apenas administrar. Esse tipo de postura não permite erros. 

Ontem erramos. E este erro custou dois pontos.

Leia outras colunas da seção Paixão Colorada


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros