Novas testemunhas de tiroteio em boate de Porto Alegre são ouvidas pela polícia - Polícia

Versão mobile

 
 

Tiroteio na Stuttgart05/11/2014 | 14h47

Novas testemunhas de tiroteio em boate de Porto Alegre são ouvidas pela polícia

Na manhã desta quarta, pelo menos outras três pessoas prestaram depoimentos. Polícia solicitou novas perícias no local

A investigação do tiroteio na Stuttgart Danceteria, no Bairro Santana, em Porto Alegre, ocorrido na madrugada de segunda, teve continuidade na manhã desta quarta. Três novas testemunhas foram ouvidas pela 2ª DHPP. Os conteúdos dos depoimentos são mantidos em sigilo. A Polícia Civil também não detalha se eram vítimas ou apenas pessoas que presenciaram o crime que deixou um morto e 16 feridos.

Leia também

Silêncio atrapalha apuração sobre tiroteio na danceteria Stuttgart, em Porto Alegre

Gangues se enfrentam em danceteria de Porto Alegre

Ao todo, pelo menos 25 pessoas devem ser ouvidas ao longo do inquérito. Na terça, a dona do carro que era usado por cinco homens presos como suspeitos de terem sido autores dos disparos foi ouvida. Ela não estava na festa e alegou ter emprestado o veículo a um deles na véspera.

As imagens do tiroteio:

Novas perícias em três carros apreendidos depois do tiroteio foram solicitadas pela polícia. A intenção é coletar possíveis digitais de envolvidos no que os investigadores acreditam, tenha sido o confronto entre soldados de dois grupos rivais na distribuição de drogas de Porto Alegre.

A suspeita é de que, Tiago Querubim Silveira, o Zoreia, 19 anos, que foi morto no confronto, fosse traficante na Vila Cruzeiro, Zona Sul da Capital, e estivesse envolvido diretamente na briga.

Leia notícias sobre outros homicídios.

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros