Ong de Porto Alegre arrecada doações para ampliar atendimentos voluntários - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso17/05/2021 | 14h06Atualizada em 17/05/2021 | 14h06

Ong de Porto Alegre arrecada doações para ampliar atendimentos voluntários

Para intensificar as atividades, o projeto busca doações para se regulamentar

Ong de Porto Alegre arrecada doações para ampliar atendimentos voluntários Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Um dos atendimentos da Ong Juntos Somos Mais Fortes realizou na Capital. Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Desde março de 2020, a ong Juntos Somos mais Fortes, no bairro Santana, em Porto Alegre, atua com ações solidárias na cidade e Região Metropolitana. Para ajudar pessoas em vulnerabilidade social, a entidade distribui marmitas a moradores de rua, e cestas básicas e roupas a famílias. Para intensificar as atividades, o projeto busca doações para se regulamentar.

Leia Mais
Prefeitura de Alvorada não resolve descarte irregular de lixo em terreno baldio
Beneficiários do Cras Santa Rosa de Lima não conseguem retirar cestas básicas
Com leite especial em falta no Estado, mães dependem de doações do alimento

Segundo o produtor de eventos e fundador da ong, Paulo Cézar Félix, o Fubá, 44 anos, as ações ocorrem em diferentes dias: 

Fundador da ong distribuindo marmitas<!-- NICAID(14781279) -->
Fubá é coordenador da ONG.Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

– Aos sábados, entregamos marmitas, e, nas quartas-feiras, lanches às crianças.

Fubá conta que, por mês, além de 600 lanches, o projeto distribui cerca de 2 mil marmitas a moradores de rua e 19 comunidades de bairros carentes. A arrecadação dos alimentos é feita através das redes sociais, com o apoio de amigos, familiares e comerciantes da Ceasa. 

– Conseguimos doações pelo Facebook, WhatsApp e saímos para coletar na Ceasa. Saio batendo de banca em banca, pedindo doações de alimentos como tomate, cebola ou batata. É uma luta diária – avalia. 

alimentos doados pela ceasa à ong<!-- NICAID(14781282) -->
Alimentos arrecadados na Ceasa.Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Paulo também tentou inscrever a ong no Banco de Alimentos da Ceasa. Porém, para participar do projeto – que garante a distribuição de hortifrutigranjeiros às famílias cadastradas no programa social Prato Para Todos ou em assistências sociais e ongs –, é necessário CNPJ.

Regulamentação 

Com as dificuldades trazidas pela pandemia, os pedidos de ajuda aumentaram. Por isso, Paulo lançou a campanha para dar andamento nos processos necessários para a emissão do CNPJ. Assim, o projeto poderá ampliar os atendimentos: 

– Precisamos custear advogado, contador, cartório e a documentação para a emissão do CNPJ. 

Marmitas<!-- NICAID(14781283) -->
Marmitas preparadas pela ong Juntos Somos Mais Fortes. Os pratos são distribuídos em Porto Alegre e na Região Metropolitana.Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A entidade criou uma vaquinha para obter R$ 3,5 mil e dar início aos trabalhos. Até ontem, haviam sido arrecadados cerca de R$ 1,2 mil. Contudo, a ong segue em busca de ajuda e parcerias para alcançar a meta.

– Já apareceram muitas empresas querendo ajudar com doações de alimentos, mas, devido à ong não ter documentação, perdemos as oportunidades – relembra.

Como Ajudar?

/// Para apoiar a Juntos Somos Mais Fortes é possível fazer doações pela chave PIX ou de alimentos. 

/// Para contribuir, acesse o link: vaka. me/1976051. /// Para doações em valores, basta usar o CPF 67740006068 como chave PIX. 

/// Caso você tenha interesse em conhecer o projeto ou doar alimentos, entre em contato com Fubá pelo telefone (51) 98513-2834.

Produção: Vitória Fagundes

Leia mais notícias na seção Seu Problema é Nosso


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros