Prefeitura de Viamão não cumpre prazo, repete promessa e rua segue com problemas de pavimento e esgoto - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso11/07/2017 | 08h21Atualizada em 11/07/2017 | 08h21

Prefeitura de Viamão não cumpre prazo, repete promessa e rua segue com problemas de pavimento e esgoto

Moradores compraram os canos de concreto para fazer o encanamento e mesmo assim obra não foi concluída

Prefeitura de Viamão não cumpre prazo, repete promessa e rua segue com problemas de pavimento e esgoto Arquivo Pessoal/Leitor/DG
Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

A prefeitura de Viamão não cumpriu a promessa de terminar as obras na Travessa Israel, Bairro Vila Augusta. Os problemas de canalização e pavimentação foram assunto de reportagem publicada no Diário Gaúcho de 11 de maio. À época, a administração local prometeu concluir as obras – iniciadas em setembro de 2016 – até o fim daquele mês.

Porém, segundo moradores, a única ação do Executivo foi mandar uma patrola, como medida paliativa.

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!

Moradora da região, a cuidadora de crianças Maria Angelita Lopes, 39 anos, recorda que foi prometido aos moradores um retorno da prefeitura para colocar saibro e terminar a obra, mas ninguém apareceu.

— Essa é uma via importante do bairro, pois liga vários locais. Os próprios moradores compraram cascalho para espalhar na rua e diminuir o problema — conta a moradora.

Em dias de chuva, buracos se abrem na via e deixam o local intransitável. Alguns moradores sequer conseguem tirar o carro da garagem em função das condições da rua, conforme o motorista Paulo Juarez Pereira, 54 anos, morador da travessa.

Interrompida

As obras na via começaram quando os moradores decidiram se unir pelo bem comum. Eles compraram canos de concreto para fazer o encanamento de esgoto da rua. A prefeitura se comprometeu com a mão de obra.

Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Smosp) começou os reparos, mas a movimentação durou pouco mais de um mês. Uma ponte caiu em outro ponto da cidade e fez com que os operários fossem

deslocados para lá. Desde então, a construção de rede pluvial está interrompida.

Ainda faltam alguns canos para concluir os reparos. Segundo Maria Angelita, os moradores se propuseram a juntar recursos para comprar também esses materiais, porém, a prefeitura preferiu assumir os custos totais.

Leia mais
Em Balneário Pinhal, grupo de amigas transforma lixão em praça
Pagando IPTU de R$ 1,6 mil, moradora de Imbé reclama de falta de estrutura em avenida do centro
Cratera em frente ao portão de casa, em Porto Alegre, atrapalha rotina de idoso com perna amputada

Prefeitura não cumpre o prazo

Por meio de sua assessoria de imprensa, a prefeitura de Viamão repetiu o mesmo discurso de maio. Informou que deve recomeçar as obras em até 15 dias. Segundo a administração municipal, a retomada da obra de implantação da rede pluvial atrasou porque as equipes que realizam este tipo de serviço estão atendendo outras obras de caráter emergencial – as quais não foram especificadas pela assessoria.

A prefeitura explicou que será necessário instalar dez canos de 30cm e 25 canos de 40cm, com caixas coletoras, para finalizar o trabalho. Esse material será adquirido pela Smosp. Depois de iniciada, a estimativa é de que a obra esteja pronta num prazo de dois dias.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros