Buracos na calçada são fechados após quatro meses de espera em Porto Alegre - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso20/10/2017 | 10h24Atualizada em 20/10/2017 | 10h24

Buracos na calçada são fechados após quatro meses de espera em Porto Alegre

Em 14 de julho, o Diário Gaúcho mostrou a situação desconfortável vivida pela moradora da Rua Alberto Sehbe Simon, que começou na véspera do feriado de Tiradentes

Buracos na calçada são fechados após quatro meses de espera em Porto Alegre Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Calçada foi reformada depois de meses com crateras atrapalhando a vida de moradora Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

Após quase quatro meses convivendo com dois buracos abertos pela administração municipal na frente de sua casa, a assistente de cobranças Vanessa Ribeiro Braga, moradora do bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, finalmente pôde vê-los fechados. 

Leia mais
Falta de ônibus com elevador funcionando prejudica alunos de Apae em Porto Alegre
Paciente com diabetes não consegue receber fitas para medição de glicose
Materiais básicos estão em falta na Secretaria de Saúde de Sapucaia do Sul

Em 14 de julho, o Diário Gaúcho mostrou a situação desconfortável vivida pela moradora da Rua Alberto Sehbe Simon, que começou na véspera do feriado de Tiradentes. Além dos dois buracos na altura do número 290, a areia que sobrou das obras ficou na via, dificultando a saída da residência. Cada abertura tinha cerca de 3m de largura por 2m de profundidade. 

— Foi bem difícil. Pela mobilidade, mas, principalmente, pelo cheiro e pelo lixo — contou Vanessa. 

Não concluído 

Na época em que a reportagem foi feita, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) informou que os buracos foram abertos em função de um rompimento na rede pluvial. O órgão explicou que o serviço não foi concluído por falta de uma "empresa contratada para manutenção e conservação dos sistemas de manejo de águas pluviais urbanas". 

A SMSUrb ainda informou que não havia previsão para fechar os buracos. Quando o processo de contratação de uma nova empresa fosse concluído, a manutenção dos sistemas pluviais seria finalizada. 

Em julho, crateras estavam abertas no passeioFoto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

Em 10 de agosto, quase um mês depois da publicação da matéria, foram iniciados os reparos na rua onde Vanessa mora. Depois de três dias, a assistente de cobranças finalmente viu a calçada sem os buracos. 

— Depois de ser publicada (a matéria), percebi que houve uma preocupação maior em resolver rapidamente — agradece Vanessa. 

*Produção: Letícia Gomes

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!   


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros