Poste é retirado de trecho de avenida, em Viamão, após reportagem do Diário - Notícias

Vers?o mobile

 

Seu Problema é Nosso08/02/2019 | 10h00Atualizada em 15/02/2019 | 09h23

Poste é retirado de trecho de avenida, em Viamão, após reportagem do Diário

Depois de uma obra do Hospital Veterinário da região, a rua sofreu uma ampliação e o poste passou a ocupar espaço na via. A construção da calçada foi finalizada no início de dezembro

Poste é retirado de trecho de avenida, em Viamão, após reportagem do Diário Robinson Estrásulas/LeitorDG / Agencia RBS/Arquivo Pessoal/Agencia RBS/Arquivo Pessoal
Ano passado estava no meio da rua (esquerda). Agora, calçada foi reformada Foto: Robinson Estrásulas/LeitorDG / Agencia RBS/Arquivo Pessoal / Agencia RBS/Arquivo Pessoal

Um poste instalado na via — e não na calçada — da Avenida Bérico José Bernardes, no bairro Planalto, em Viamão, em frente ao Hospital Veterinário, intrigava quem circulava pelo local no ano passado. No entanto, o pilar já não incomoda mais. Após matéria do Diário Gaúcho, em 25 de setembro de 2018, ele, agora, está instalado na calçada. 

Leia mais   
Avenida inacabada complica acesso à praia, em Balneário Pinhal
Esgoto invade pátio de moradora da Vila Nova, em Porto Alegre
Banda comunitária de Viamão precisa de instrumentos novos

O vendedor Itabajara Feijó, 35 anos, que passa diariamente pelo local dirigindo, demonstrava o temor por acidentes. Segundo ele, à noite, a visão é dificultada, o que poderia expor motoristas a baterem no pilar. A avenida liga o município da Região Metropolitana a Porto Alegre e tem intenso trânsito. 

— Quase aconteceu comigo. Um motociclista tentou ultrapassar e, por pouco, não batemos no poste. Era um perigo — relata o vendedor. 

O poste na via era produto de uma obra de ampliação que visava expandir o espaço para tráfego e, por consequência, melhorar a circulação. No entanto, as obras não contemplaram o pilar, que antes ficava em uma calçada. O episódio atípico gerou questionamentos da reportagem à prefeitura de Viamão e à Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), responsável pela fiação elétrica do poste, que informavam versões divergentes sobre a questão. 

A CEEE afirmou, na época, que o problema era responsabilidade da prefeitura. Já a administração municipal garantia que já havia solicitado a remoção do poste para a calçada e que o remanejo estaria pendente de liberação por parte da CEEE. Conforme prometido na matéria do dia 25, a prefeitura sinalizou o local, para evitar acidentes, o que foi abordado pelo DG em nova reportagem, dia 28 de setembro. 

Informações estão desencontradas 

A CEEE informou que acompanhou o início da obra, em 11 de novembro. A prefeitura explicou que a calçada era responsabilidade da Unidade de Saúde Animal Vitória, em frente ao poste. Assim, a instituição, que é administrada pela prefeitura de Porto Alegre, deveria arcar com os custos para readequação de sua entrada — o que englobaria o poste. 

A prefeitura confirmou que uma empresa contratada pelo hospital fez a realocação do poste. A obra foi finalizada em dezembro. 

No entanto, o coordenador geral dos Direitos Animais da Capital, Bruno Wagner da Silva, informou que o conserto foi feito pela prefeitura de Viamão. Sendo assim, não houve custos para a instituição.

Produção: Ásafe Bueno

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros