Passageiros relatam confusão, demora e necessidade de baldeações após mudança em linhas de ônibus de Alvorada - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Transporte coletivo21/05/2019 | 05h00Atualizada em 26/09/2019 | 17h17

Passageiros relatam confusão, demora e necessidade de baldeações após mudança em linhas de ônibus de Alvorada

Desde a semana passada, linhas passaram a ser circulares. Em alguns casos, usuários precisam pegar dois coletivos.

Passageiros relatam confusão, demora e necessidade de baldeações após mudança em linhas de ônibus de Alvorada Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Passageiros relatam confusão, demora e necessidade de baldeações Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

– Eu sei que o final é 2, mas não ainda não decorei a linha – diz a servidora pública Rosilene Reis, 43 anos, moradora de Alvorada, sobre o ônibus que precisa pegar para chegar ao trabalho.

A confusão sobre os nomes e números das linhas municipais se repete na resposta da maioria dos usuários. Isso porque, desde a semana passada, a Viação Alvorada (VAL) alterou os itinerários que rodam pelo município. As sete linhas – que eram enumeradas de L1 a L7 – foram transformadas em 11, das quais nove foram rebatizadas como circulares – como C101 e C202, por exemplo. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

A mudança foi divulgada uma semana antes de entrar em vigor, mas nem todo mundo recebeu o informativo distribuído pela VAL.

– Eu peguei um panfleto. No dia seguinte, fui pegar outro para deixar no meu trabalho, mas não tinha mais nenhum – recorda Rosilene.

A servidora explica que a alteração não afetou tanto seu cotidiano, pois seu trajeto até o trabalho é curto. Entretanto, ela sabe que, se precisar deslocar-se a outro ponto da cidade, terá de pegar dois ônibus.

Baldeação

E este é justamente o ponto que mais tem inflamado a insatisfação dos usuários. Apesar de haver integração gratuita entre as linhas municipais para quem utiliza o cartão TEU – desde que o tempo entre o desembarque em uma linha e o embarque na outra seja de até uma hora – os passageiros sentem que o número de horários disponibilizados diminuiu. 

Foi o que aconteceu com a costureira Carla Maciel, 31 anos. Anteriormente, para ir do bairro Santa Bárbara, onde mora, até o trabalho, ela precisava pegar apenas um ônibus. Agora, precisa fazer baldeação no Centro, na parada 48.

Leia também
Em quatro meses, empresas de ônibus da Capital receberam 929 notificações por descumprimento de horários
Após mobilização, prefeitura desiste de mudanças nos ônibus de Cachoeirinha
Trensurb: um ano depois, blitz mostra estações mais seguras, mas com problemas de acessibilidade e banheiros fechados

– Eu chegava em meia hora no serviço. Agora, demora no mínimo uma hora para fazer o trajeto. Tem a integração, mas só para quem tem o cartão TEU. Se o ônibus atrasa, pagamos duas passagens, mesmo tendo cartão – reclama Carla.

A passagem custa R$ 4,40. Se o passageiro não possui o cartão TEU e precisa pegar duas linhas para ir e duas para voltar do trabalho, sem o vale-transporte, o gasto diário chega a R$ 17,60.

Horários

A professora Miriam Aita, 19 anos, já precisava de dois ônibus para chegar ao trabalho antes da alteração nas linhas. Mesmo assim,  ela acredita que as tabelas horárias estão mais enxutas.

 ALVORADA,RS,BRASIL.2019,05,20.Mudanças no sistema de transporte muinipal de Alvorada,causam transtornos para usuarios.Na foto.Carala Maciel.(RONALDO BERNARDI/AGENCIA RBS).
Carla acredita que tabelas horárias estão mais enxutas após as mudançasFoto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

– Tenho sorte de encaixar com o meu horário, não espero tanto na parada. Porém, minhas linhas estão com menos horários do que antes da mudança – explica Miriam.

Outro problema gerado pela alteração é que algumas vias atendidas pelas linhas tradicionais ficaram desassistidas. Assim, passageiros acostumados com o itinerário próximo de casa precisaram alterar a rotina. A auxiliar de serviços gerais Ione Lopes, 65 anos, trabalha em Porto Alegre. Antes da remodelação das linhas, embarcava na linha L5 e descia na Avenida Getúlio Vargas para pegar o ônibus que vem para a Capital. Agora, com o fim do L5, Ione tem de caminhar cerca de 20 minutos até a avenida antes de o sol nascer. 

– O risco que a gente corre de ser assaltado é muito grande. Achei ruim – critica. 

Val alega que número de usuários diminuiu

Por meio de nota, a Viação Alvorada explicou que, em um período de três anos, o número de passageiros transportados pela empresa diminuiu 32% até o ano passado. Em 2019, de janeiro a abril, mais 18% dos usuários deixaram o sistema, conforme os dados da VAL. Em razão disso, a empresa diz que “foi necessário adotar mudanças para garantir a continuidade do serviço”.

O objetivo da remodelação, segundo o comunicado, foi otimizar as linhas e itinerários para adequar a oferta de acordo com a demanda. Assim, as linhas visam “atender os pontos de maior interesse da população, como novos condomínios da cidade, agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Hospital de Alvorada, a farmácia municipal, o Pronto Atendimento Municipal (PAM-8) e a Avenida Presidente Vargas, no trecho onde está o comércio da cidade”.

Leia também
Risco de extinção de carreira de cobrador desafia trabalhadores a planejar o futuro
Em um ano, ônibus intermunicipais tiveram 4 milhões de passageiros a menos

Adequações

Procurada, a prefeitura de Alvorada, por meio de sua assessoria de imprensa, garantiu que desde o início das alterações tinha ciência de que as mudanças não eram definitivas e de que ajustes seriam necessários. 

Por isso, a Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (SMSU) e a VAL “estão trabalhando para ajustar os novos itinerários, causando menor impacto possível”. Por isso, a partir de amanhã, seis linhas já terão alterações em seus itinerários.

Saiba mais

/// Os novos horários e itinerários podem ser consultados no site www.viacaoalvorada.com.br.

/// As informações também estão disponíveis nos aplicativos Horários VAL e TEU ônibus. 

/// Dúvidas e reclamações pelos telefones (51) 3443-3394, (51) 3443-339 e 0800-510-4790.  

/// Ainda é possível encaminhar e-mail para atendimento@viacaoalvorada.com.br.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros