Nair recebeu ajuda do DG para organizar suas contas - Notícias

Versão mobile

 
 

#DG20ANOS17/04/2020 | 14h04Atualizada em 17/04/2020 | 14h23

Nair recebeu ajuda do DG para organizar suas contas

Série de reportagens foi fundamental para a vendedora sair do vermelho

Nair recebeu ajuda do DG para organizar suas contas Omar Freitas/Agencia RBS
Sorriso de quem aprendeu a organizar melhor as suas contas Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

Uma bacia de plástico cheia de contas a pagar simbolizava a situação financeira da vendedora de livros Nair Alves Barbosa, 60 anos, em 2014. Naquele ano, a moradora do bairro Lomba do Pinheiro, na Capital, acumulava dívidas e estava com o nome negativado. Foi quando ela recebeu o convite para participar de uma série de reportagens do Diário Gaúcho. A ideia era acompanhá-la em uma jornada rumo ao equilíbrio financeiro. Nair não estava sozinha: para orientá-la na missão, foi designado o economista Everton Lopes, especialista em finanças pessoais.

Leia mais sobre os 20 anos do DG
Clélia escolheu o nome do Diário Gaúcho, ganhou um carro e mudou de vida
Luiz e Inglacir uniram seus corações solitários graças ao DG
Profe Clau inspira o sonho de várias meninas em Alvorada 

— Quando a Aline (Custódio, repórter responsável pela série) e o Everton chegaram, eles se apavoraram. Eu tinha uma bacia cheia de contas. Eu misturava as contas da empresa com as pessoais, comprava coisas para casa com o cartão empresarial. Tinha me perdido completamente — lembra Nair.

Com o economista, Nair aprendeu diversas lições, que levou para a vida e segue até hoje.

— Aprendi com o Everton a não comprar por impulso. A me perguntar, antes de qualquer compra: "Eu realmente estou precisando?" e "Vai me fazer falta?". Antes, eu ia ao Centro e comprava um sapato sem nem pensar. Hoje, compro o essencial, o necessário — avalia.

Planejamento

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 29/07/2014: Economista e consultor em finanças pessoais, Everton Lopes, dá dicas para a microempresária Nair Alves Barbosa, na casa dela, no bairro Lomba do Pinheiro, sair do vermelho e do SPC/Serasa. (Foto: Mateus Bruxel / Diário Gaúcho)Indexador: Mateus_Bruxel
Em 2014, um desafio para o economista EvertonFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Com disciplina e organização, Nair aprendeu a fazer um planejamento dos gastos mensais. Recebeu dicas para negociar, em vez de fugir, dos credores. Dominou a arte de não se exceder no cartão de crédito.

— Foi complicado até eu tomar totalmente as rédeas das minhas contas. Mas foi um aprendizado muito bom — relata.  

Leia mais depoimentos de fez o DG acontecer
Carlos Etchichury : "Nunca me senti tão útil e querido como jornalista"
Cláudio Thomas: "O DG foi uma das melhores experiências profissionais que vivi"
Alexandre Bach: "Aprendi no DG a trabalhar para o meu leitor"  

Atuando em eventos como feiras do livro em escolas, Nair tem rendimento variável — ainda mais atualmente, devido às restrições impostas pelo coronavírus, que pararam o seu trabalho. Por isso, sabe que cada real economizado faz a diferença.

— Muita gente não sabe que juntar todo dia R$ 1 vai valer lá na frente. Antes, eu gastava mais do que ganhava. Hoje, consigo economizar — diz.

Na sala de casa, sob uma mesinha, Nair mostrou à reportagem, orgulhosa, duas contas solitárias, de água e de luz. Uma delas, inclusive, paga. 

A bacia de contas, hoje, está em cima do guarda-roupas e serve para guardar documentos. Os conselhos de Everton foram divididos com parentes e amigos. E mais: empolgada com as modificações na vida da mãe, a filha de Nair, Karine, 30 anos, formou-se em Gestão Financeira.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros