Em Alvorada, moradores reclamam de falta de atendimento em UBS - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso05/08/2021 | 10h16Atualizada em 05/08/2021 | 10h35

Em Alvorada, moradores reclamam de falta de atendimento em UBS

Como alternativa, vizinhos têm buscado outras unidades de saúde 

Moradores do bairro Intersul, em Alvorada, na Região Metropolitana, estão enfrentando dificuldades na hora de buscar atendimento na Unidade Básica de Saúde (UBS) Intersul. Segundo eles, problemas como falta de atendimento médico em casos de emergência e realização de vacinas infantis têm sido recorrentes na unidade. Como alternativa, alguns vizinhos buscam atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que está localizada na Parada 48, na região central de Alvorada. 

LEIA MAIS
Um ano e meio de espera por conserto de ponte na Lomba do Pinheiro
Sem pavimentação de avenida, moradores de Viamão improvisam reparos na via
Moradores revitalizam área onde havia lixo em Viamão

Médico

A dona de casa Teresinha Lopes, 56 anos, procurou a UBS Intersul no dia 30 de julho. Seu pai, José Lacerda de Lima, 79 anos, é hipertenso e passou mal. Ela conta que decidiu procurar a UBS para que, se necessário, ele fosse encaminhado a algum hospital. No entanto, ao chegar no local, Teresinha foi informada de que não havia médico para realizar o atendimento de urgência. Ela foi orientada a procurar outro posto de saúde, que fica a cerca de quatro quilômetros da sua residência.  

– Nesse outro posto, fomos muito bem atendidos, meu pai foi medicado e pôde voltar para casa bem melhor. Mas o ideal seria ter esse atendimento no nosso bairro – afirma. 

Outra moradora que buscou atendimento na unidade, na mesma data, foi a operadora de máquinas Lurdes Garcia Dias, 54 anos. Ela conta que, também no dia 30 de julho, sentiu fortes dores decorrentes de uma tendinite e procurou atendimento na UBS Intersul. Como não conseguiu atendimento, por causa da falta de médicos, a moradora recorreu à rede privada.

– Estou desempregada e ainda preciso passar por essa situação. Nem todo mundo tem condições de pagar por uma consulta – afirma.  

LEIA MAIS
Pacientes estão há dois anos sem medicamento para fibrose cística no RS
Falta de limpeza e cheias assustam moradores do bairro Sarandi
Projeto de Gravataí busca verba para torneio realizado em Brasília

Vacinação

A aposentada Juçara Cristina de Andrade, 63 anos, relata que há cerca de dois meses procurou a UBS Intersul para a aplicação das vacinas de rotina na neta de dois anos. No entanto, em uma das visitas, ela havia sido informada de que não haveria vacina. Na segunda tentativa, os funcionários teriam informado que a geladeira de vacinação estaria estragada. A aposentada recebeu um encaminhamento para realizar a vacinação da neta em outro local.  

– Os funcionários são muito atenciosos. Mas é difícil. Eu ainda tenho como pegar um carro por aplicativo até outros bairros, mas e quem não tem? – questiona a aposentada. 

Prefeitura dá explicações

De acordo com a prefeitura de Alvorada, a falta de médicos na UBS Intersul foi um evento atípico. Segundo a assessoria de imprensa, “a UBS Intersul tem um médico que está atendendo, e outro que está de férias”. Ainda sobre a falta de médicos, no dia 30 de julho, a prefeitura alegou que o profissional que estaria disponível não pôde comparecer à UBS por questões pessoais. Sobre a vacinação, foi informado que está ocorrendo normalmente na unidade de saúde.

Produção: Kênia Fialho 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros