Cão comunitário é resgatado após quase um mês desaparecido - Notícias

Versão mobile

 
 

Final  feliz05/09/2021 | 19h32Atualizada em 05/09/2021 | 19h32

Cão comunitário é resgatado após quase um mês desaparecido

Cigarro foi encontrado a 10 quilômetros de casa

Cão comunitário é resgatado após quase um mês desaparecido Reprodução / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Cigarro foi mimado por moradores Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Após 29 dias desaparecido, o cão comunitário Cigarro, que havia sumido no dia 7 de agosto no bairro Hípica, zona sul de Porto Alegre, foi resgatado na manhã deste domingo.  Segundo a estudante Júlia Ampos, 17 anos, na noite de sábado uma pessoa entrou em contato através do seu WhatsApp, informando que o cachorro havia sido visto no bairro Chapéu do Sol, a cerca de 10 quilômetros do residencial Vivendas de Nova Ipanema. Por conta do temporal, os moradores resolveram esperar amanhecer para conferir se realmente era ele – e era. O cão foi encontrado muito magro e, de acordo com a estudante, não conseguia nem parar em pé:

– Vamos levá-lo ao veterinário para que ele fique saudável novamente. 

De acordo com Júlia, a suspeita é de que uma pessoa que mora nas proximidades do condomínio e não gosta de animais tenha levado Cigarro até o local em que ele foi encontrado. Moradores registraram boletim de ocorrência na época do desaparecimento e, agora, pretendem se informar sobre o que pode ser feito para que a pessoa seja responsabilizada. 

LEIA MAIS:
Após 11 meses, tutora reencontra cachorrinha em Porto Alegre
Paciente com esclerose múltipla está sem tratamento há três meses, em Canoas
ONG produz filmes com crianças de projeto social do Morro da Cruz

A marca registrada do cãozinho sempre foi a alegria e o companheirismo com todos os moradores. Além disso, ele é muito apegado às crianças da vizinhança. 

Mobilização

Segundo a artesã Marivone Keler, 40 anos, uma das moradoras do condomínio em que Cigarro vive, o primeiro contato com o cão ocorreu no início do ano, quando ele se abrigou na sacada da sua casa: 

– Eu amo cachorros e não resisti quando o vi. O Cigarro é pura alegria, assim como o Malhado e a Polaca (irmão e mãe de Cigarro, que também vivem no condomínio como cães comunitários).

Marivone conta que não perdeu as esperanças de reencontrar Cigarro. Durante o período em que ele esteve desaparecido, muitas pessoas ligavam para comunicar que tinham visto um cachorro parecido com ele.

– Nós sempre fomos verificar cada uma dessas informações. Na noite de sábado, eu não consegui dormir, torci muito para que fosse ele – conta a artesã.

vizinhos fizeram grande mobilização para encontrar cachorro

Cigarro havia desaparecido em 7 de agosto na zona sul de Porto Alegre<!-- NICAID(14881861) -->
Vizinhos se empenharam para achar o cãoFoto: Reprodução / Arquivo Pessoal

O sumiço de Cigarro gerou muita mobilização. Cerca de 2 mil panfletos foram impressos por uma vizinha que trabalha com artes gráficas e distribuídos nas caixinhas de correios da vizinhança, colocados nos vidros dos automóveis e afixados nos postes do bairro planejado. Nas redes sociais, postagens com a imagem do cachorro tiveram milhares de compartilhamentos. Além disso, os moradores ofereceram a recompensa de R$ 500 para quem desse informações que ajudassem a reencontrar o animal.

LEIA MAIS:
Grupos da Região Metropolitana promovem ações solidárias de Páscoa
Projeto do governo estadual vai dar suporte para mulheres empreendedoras
Adoção: conheça animais que buscam construir uma nova história

– Valeu a pena todo o nosso empenho. Todo mundo se dedicou muito para esse final feliz. Nosso segredo foi nunca perder as esperanças – conta Marivone.

A notícia do reencontro também repercutiu nas redes sociais. Julia fez questão de compartilhar com os seguidores que estavam acompanhando as buscas ao cão: “A felicidade estampada no rosto de cada um, a tranquilidade dele em saber que conseguimos! Eu prometi que não desistiria, que faria o possível e o impossível para ter ele de volta”, escreveu a estudante na página do Facebook.

Ainda ontem, após o resgate, Cigarro recebeu tratamento especial. Ele foi levado a uma petshop para tomar banho e recebeu diversos mimos dos moradores, que estavam aliviados com seu retorno.

Produção: Kênia Fialho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros