Em Alvorada, promessa de conclusão de obra já se arrasta há cinco anos - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso27/07/2018 | 10h08Atualizada em 27/07/2018 | 10h09

Em Alvorada, promessa de conclusão de obra já se arrasta há cinco anos

Desde 2013, o Diário Gaúcho acompanha a saga dos moradores da Rua Antão de Lima Franco, no bairro Formosa, para conseguirem a construção da rede de esgoto da rua onde moram

Em Alvorada, promessa de conclusão de obra já se arrasta há cinco anos Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Buraco enorme de obra inacabada Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

O incômodo dos moradores da Rua Antão de Lima Franco, no bairro Formosa, em Alvorada, ainda não chegou ao fim. Agora, o problema é um buraco aberto pela prefeitura em maio. 

Leia mais
Rompimento de rede provoca abertura de buracos em pátios de Porto Alegre
Esgoto transbordando atrapalha rotina de aulas em creche de Porto Alegre
Em Porto Alegre, paciente aguarda há 11 meses por consulta com ortopedista

Depois de a cratera dificultar o acesso às residências da via, a administração pública chegou a cobrir parte do buraco, mas uma caixa coletora — que faz parte da rede que está sendo construída na via — ficou sem tampa.

Com as chuvas das últimas semanas, a terra se deslocou para os canos e para a caixa coletora, que seguia aberta. Por segurança, os próprios moradores cobriram a abertura. O medo era de que algum pedestre desavisado pudesse se machucar ao passar pelo local. A reclamação maior é em função da demora para conclusão da obra, que se arrasta há anos e, agora, vem deixando as tubulações expostas. 

A saga da vizinhança para exigir condições melhores para a via é acompanhada pelo Diário desde julho de 2013. Uma das mais recentes reportagens sobre a situação foi publicada em dezembro de 2017, quando os moradores aguardavam a prefeitura cumprir sua parte em um acordo firmado entre as duas partes. 

"Quase parando"

A combinação era de que os vizinhos comprariam as tubulações para construção da rede de esgoto da rua e a administração entraria com a mão de obra. Entretanto, a prefeitura não cumpriu sua parte no acordo, e os canos ficaram abandonados no local. 

À época da reportagem, a promessa do município foi de iniciar a construção em fevereiro, mas isso também não aconteceu. Somente depois de mais uma matéria, publicada em maio, o pontapé inicial foi dado. 

Porém, feitas as aberturas no solo, o ritmo da construção ficou "devagar, quase parando", como resume o funcionário público Jorge Augusto Paim John, 57 anos. 

Tubulação exposta, com terra Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

Solo cede 

Morador da Antão Faria de Lima Franco desde 2013, Jorge passa pelo momento mais difícil em sua "relação" com a via. 

Isso porque o buraco feito pela prefeitura para criar a caixa de distribuição da rede de esgoto fica na frente de sua casa: 

— Saí de manhã, e tinha uma equipe da prefeitura trabalhando aqui, mas ninguém falou que um buraco seria aberto. No fim do dia, estava assim. 

E, com as chuvas, o solo ao redor do buraco passou a ceder. 

— Daqui a pouco, enche de terra e perde- se o que já foi feito — opina Jorge. 

Novo prazo: 30 dias 

Procurada, a prefeitura de Alvorada explicou que secretário de Obras da cidade, Liberto Mentz, esteve visitando o canteiro de obras da Rua Antão de Lima Franco. 

Segundo a assessoria de imprensa da administração municipal, durante a visita, o secretário garantiu que o trabalho será concluído em até 30 dias. 

*Produção: Alberi Neto

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros