Para reduzir atrasos nos ônibus, Cachoeirinha tem alteração em três linhas municipais  - Notícias

Vers?o mobile

 
 

TRANSPORTE PÚBLICO12/11/2019 | 05h00Atualizada em 12/11/2019 | 05h00

Para reduzir atrasos nos ônibus, Cachoeirinha tem alteração em três linhas municipais 

Modificações, que tiveram início nesta segunda-feira (11), provocaram confusão em passageiros. Prefeitura garante que mudança vai trazer melhorias ao sistema 

Para reduzir atrasos nos ônibus, Cachoeirinha tem alteração em três linhas municipais  Lauro Alves/Agencia RBS
Pablo Varera esperou 40 minutos na parada e ainda teve de embarcar em ônibus que não era o desejado Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

A semana começou diferente para os usuários de algumas linhas municipais de Cachoeirinha, na Região Metropolitana. A mudança na rotina foi causada por uma alteração no funcionamento de três itinerários que circulam pela cidade: C2 (Anair), C20 (Granja) e C30 (Chácara das Rosas/Shopping). 

Leia mais
Obras são retomadas no CEU de Cachoeirinha
Festival de carrinhos de lomba reúne competidores em Cachoeirinha
Projeto Guarda Mirim atende 109 crianças em Cachoeirinha

As duas primeiras rotas deixaram de ser circulares, enquanto a terceira tornou-se a única que atende a região do Complexo de Serviços, onde estão instaladas algumas secretarias municipais.

Além da alteração no formato das linhas C2 e C20, que deixaram de ser circulares, o traçado também foi readequado. Conforme a diretora de mobilidade urbana de Cachoeirinha, Tatiana Boazão, essas medidas buscaram atacar dois problemas: o descumprimento de horários e o tempo elevado entre cada viagem. Isso acontecia em razão de os dois itinerários de trajeto circular passarem pela Avenida Flores da Cunha, onde o tempo perdido no trânsito causava os problemas. Agora, como as voltas terão início e fim de linha, será possível controlar melhor o fluxo de ônibus, garante a diretora.

Nesta segunda-feira (11), durante o primeiro dia da mudança, quatro fiscais da prefeitura foram direcionados para o monitoramento da pontualidade dos ônibus municipais. Em Cachoeirinha, a empresa responsável pelas linhas é a Transbus. O drama do cumprimento de tabelas horárias e do intervalo entre cada possibilidade de embarque não é novidade no município. Em abril, o Diário Gaúcho mostrou que os usuários estavam insatisfeitos com o serviço oferecido

Na época, a prefeitura tentou dar início a um sistema de linhas que circulasse entre bairros e a Avenida Flores da Cunha, onde passageiros poderiam fazer integração com linhas que vão até a região central ou Porto Alegre. Entretanto, para quem pagava a passagem em dinheiro, o sistema não trazia vantagens.

A iniciativa começou sendo testada no bairro Parque da Matriz. Porém, como o DG noticiou em maio, a insatisfação dos passageiros fez a prefeitura voltar atrás e suspender provisoriamente o projeto. Agora, a diretora de mobilidade urbana garante que a situação é outra. 

– Os benefícios serão sentidos pelos usuários. No caso das linhas Anair e Granja, serão ônibus passando a cada 30 minutos. No bairro Chácara das Rosas, incluindo o transporte seletivo, haverá atendimento de 20 em 20 minutos – projeta Tatiana.

Novamente, quem precisar fazer baldeação terá 90 minutos para desembarcar numa linha e pegar outra sem pagar a segunda passagem. Isso é possível para usuários que possuem o cartão TEU. A reportagem não conseguiu contato com a empresa Transbus.

Primeiro dia confuso

 CACHOEIRINHA,  RS, BRASIL, 11/11/2019- Primeiro dia após alterações em linhas de Cachoeirinha. Michelle Lima da Costa (FOTOGRAFO: LAURO ALVES / AGENCIA RBS)
Michelle Costa, muitas vezes, desiste de pegar um coletivo em função da demora Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

A reportagem circulou pelos locais afetados pela troca de itinerários. Em algumas das paradas, havia um comunicado da Transbus afixado especificando as alterações nas três linhas municipais. Mesmo assim, nenhum dos passageiros ouvidos relatou conhecimento sobre as mudanças que entraram em vigor nesta segunda-feira (11).

Atendente em um cinema de shopping de Porto Alegre, Pablo Rafael Varera, 28 anos, chegou pouco depois das 8h a uma parada da Avenida Frederico Augusto Ritter. No local, Pablo esperava embarcar num veículo da linha C2 e depois integrar com outra que o levasse até a Capital.

– Espero que não tenha mudado, não. Eu não soube de nada – torceu ele, ao ser questionado sobre os novos horários.

Leia mais
Em 12 meses, seis linhas de ônibus são desativadas em Porto Alegre
Prometidos para outubro, ônibus novos da Carris ficam para fevereiro
Como estão os terminais de ônibus de Porto Alegre

Com o celular em mãos, Pablo conferia em um aplicativo o horário em que ônibus deveria surgir: “8h36min”, cravou. Entretanto, com a alteração, o jovem acabou tendo de buscar uma alternativa. Às 8h45min, surgiu um veículo da linha C1 (Parque da Matriz), rota que não deixaria o morador de Cachoeirinha no local esperado para a baldeação, porém, acabou sendo a única escolha:

– Vai ter que ser esse.

Para a cuidadora aposentada Neuza Diniz, 70 anos, o maior problema do transporte municipal é o descumprimento de horários. Moradora da Vila Fátima, ela diz que aguarda por até uma hora para conseguir ônibus. Neuza ainda relata que o problema se acentua aos finais de semana. 

– Tenho a impressão de que estão reduzindo a oferta. Espero que essa mudança realmente coloque mais viagens, pois demora muito entre um ônibus e outro.

A estudante de Segurança do Trabalho Michelle Lima da Costa, 35 anos, segue a mesma opinião de Neuza. Moradora da Vila Anair, ela acaba deixando de usar o transporte municipal em razão da demora dos coletivos. Na manhã desta segunda-feira (11), a parada onde ela espera pelo ônibus continha um aviso com as mudanças.

Confira os itinerários

- C2 (Anair): sai da garagem da Transbus, atendendo localidades às margens da Estrada dos Capistranos, Chácara das Rosas, Moradas do Bosque, passando pelas ruas Juscelino Kubitscheck, Áustria, Espírito Santo, Curitiba e José Brambila até a Parada 46, no terminal Cadop. São viagens de 30 em 30 minutos com ampliação no horário de pico.

- C20 (Granja):  sai do terminal Fátima, na Avenida Marechal Rondon, e acessa a Avenida Estados Unidos, passando pelas ruas Espírito Santo, Áustria, Juscelino Kubitscheck, Capitão Garibaldi, Caí, Monte Carlo, seguindo até o terminal Cadop. São viagens de 30 em 30 minutos com ampliação no horário de pico.

- C30 (Chácara das Rosas/Shopping): sai da garagem da Transbus, atendendo os bairros localizados às margens da Estrada dos Capistranos, Chácara das Rosas, Moradas do Bosque e Complexo de Serviços, passando pelas ruas Dona Palmira, Fidel Zanchetta, Guajuviras, Cerejeiras e Caí. O final do trajeto é Parada 58. As viagens são de hora em hora, em ambos os sentidos.

- Os horários das linhas podem ser conferidos no site da Transbus.

-Para dúvidas, a empresa disponibiliza os telefones (51) 3469-8129 e (51) 3471-3401.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros