Há oito anos, moradores  esperam por asfaltamento de beco na zona sul da Capital - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso28/07/2021 | 11h14Atualizada em 28/07/2021 | 11h14

Há oito anos, moradores  esperam por asfaltamento de beco na zona sul da Capital

Alagamentos e excesso de poeira são alguns dos problemas enfrentados pelos residentes do Beco Seis

Há oito anos, moradores  esperam por asfaltamento de beco na zona sul da Capital Anselmo Cunha / Agencia RBS/Agencia RBS
Moradores afirmam já ter registrado diversas reclamações Foto: Anselmo Cunha / Agencia RBS / Agencia RBS

Há quase uma década, moradores do Beco Seis, ou Acesso Taquara, no bairro Campo Novo, zona sul de Porto Alegre, pedem o asfaltamento do acesso que, hoje, tem cerca de 18 casas. Os vizinhos alegam que o nível do beco começou a baixar após uma obra realizada pela prefeitura em 2013. 

O principal problema ocorre quando chove, porque a água que passa pela Rua Rio Grande desemboca no beco, que tem cerca de 600 metros, e invade o pátio das residências. Atualmente, o acesso tem uma parte de paralelepípedo e outra de chão batido. Além disso, conforme os moradores, todas as vezes em que veículos pesados passam pelo local, como caminhões de lixo, a rua parece ficar ainda mais baixa. O porteiro Rogerio Pessin Couto, 57 anos, mora no local há duas décadas e afirma que, após diversas solicitações não atendidas, precisou improvisar uma solução: 

– Com cimento, eu fiz uma espécie de quebra-molas na frente do meu portão. Essa barreira é o que impede que a água pare toda aqui dentro do meu pátio. 

De acordo com o morador, há dois meses, um engenheiro da prefeitura, que estaria trabalhando em uma obra nas proximidades, foi até o local para entender o que ocorre no beco. No entanto, segundo Rogerio, após essa visita, nada mais foi feito. O morador afirma que, somente em 2020, entrou em contato com a prefeitura cerca de cinco vezes, sem que sua solicitação fosse atendida. 

LEIA MAIS:

Sem pavimentação de avenida, moradores de Viamão improvisam reparos na via
Um ano e meio de espera por conserto de ponte na Lomba do Pinheiro
Ceee realiza substituição de Postes na zona sul da Capital

Porto Alegre, RS, Brasil - 26/07/2021 - Há quase uma década os moradores do Beco Seis, também conhecido como Acesso Taquara, no bairro Campo Novo, na zona sul de Porto Alegre, pedem o asfaltamento do acesso que, atualmente, tem cerca de 18 casas. (Foto: Anselmo Cunha/Agência RBS)<!-- NICAID(14845036) -->
Rogerio Pessin afirma ter entrado em contato com a prefeitura, pelo menos, cinco vezesFoto: Anselmo Cunha / Agencia RBS

Vários transtornos

A aposentada Teresinha Jesus da Silva, 67 anos, conta que são muitos os problemas em decorrência da situação atual do acesso. Além do alagamento que impossibilita que ela entre ou saia de casa, há também a poeira e o esgoto que transborda quando chove. Teresinha conta que o asfalto é uma reivindicação dos moradores há muitos anos. Ela lembra que, antes de o seu esposo falecer, há quatro anos, ele era um dos vizinhos que fazia reclamações constantes à prefeitura. Os moradores alegam que pessoas doentes também sofrem com o excesso de poeira. 

– Uma vizinha deixou documentos que mostram os problemas de saúde do pai. Vou levar esses documentos na prefeitura – destaca Rogerio.  

Uma boca de lobo 

Ao longo da sua extensão o beco tem apenas uma boca de lobo que, segundo os moradores, está estragada.  Duas equipes da prefeitura estiveram no local em períodos diferentes para analisar a situação.

De acordo com os vizinhos, os primeiros funcionários informaram que um cano teria se rompido na parte interna e que seria necessário abrir a rua para arrumar. No entanto, a segunda equipe teria desentupido a boca de lobo e afirmado que nada mais precisaria ser feito. Ambas teriam prometido voltar ao local para arrumar a caixa que continua com a tampa quebrada, mas, segundo os moradores, isso ainda não ocorreu. 

LEIA MAIS:

 Irmãs buscam apoio para participar de campeonato de jiu-jitsu no Rio de Janeiro  Pacientes estão há dois anos sem medicamento para fibrose cística no RS
Falta de limpeza e cheias assustam moradores do bairro Sarandi

Prefeitura: pedido deve ser feito via OP

A prefeitura de Porto Alegre emitiu uma nota afirmando que, no momento, não há um novo calendário para a pavimentação de ruas no bairro Campo Novo. “A prefeitura está realizando um calendário, construído com os Fóruns de Delegados das Regiões do Orçamento Participativo (Frops), até o final de 2022. Novas agendas de conservação permanente precisam passar pelos Frops. Já a pavimentação precisa ser demandada nas Assembleias do OP”. 

A nota afirma ainda que entre os bairros Campo Novo e Vila Nova existem ruas sem infraestrutura de redes pluviais e pavimentação. Segundo a prefeitura, o local faz parte da bacia do Arroio Capivara, em área de cheias e extravasamento do leito do arroio. 

Por fim, o Dmae prometeu nova vistoria em bocas de lobo e disse que o reparo da caixa de esgoto cloacal quebrada no Beco Seis consta na programação.

Produção: Kênia Fialho  

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros